BlindTec Express 02 – Dictation Bridge, leitores de tela e fotos

Salve, galera!

Nesse episódio, fazemos uma geral sobre atualizações recentes dos principais leitores de tela, falamos sobre o projeto Dictation Bridge, analisamos a falência de uma série de jogos acessíveis desenvolvidos para iOS e damos uma olhadinha em como a exibição de fotos em redes sociais pode ficar bem mais divertida para quem não enxerga.

além disso, apresentamos nosso mais novo colaborador fixo, lemos e-mails carinhosos que nos foram enviados e contamos um pouco dos bastidores do portal.

Atualizações emocionantes, só que não ..

As atualizações recentes não trouxeram, digamos assim, muitas novidades no departamento de leitores de tela.
O JAWS 17, por exemplo agora avisa quando novos episódios do FSCast, o podcast oficial da Freedom Scientific, estiverem disponíveis.

A falta de emoção continua com uma nova versão, depois de um bom tempo, do OpenBook que, também, parece trazer nada de novo.

Por outro lado, o NVDA 2016.1 lista, em sua página de atualizações a empolgante chegada do recurso de audioducking, que faz o som do sistema abaixar enquanto o leitor de telas estiver falando.

Mas calma que as notícias intediantes ainda não acabaram. O Window-Eyes 9.4 trouxe … correções de bugs e, aparentemente, é isso.

Inovações emocionantes, só que sim!!

Quem inovou foi Lucy Greco, que decidiu tomar uma ação para integrar ditado e leitura de telas e, ainda, disponibilizar tudo isso gratuitamente, através do projeto Dictation Bridge.

A idéia seria construir um integrador capaz de colocar engines de reconhecimento de voz, tais como a da Microsoft (gratuita) ou o Dragon Naturally Speaking (pago) e leitores de tela, tais como o NVDA (gratuito) ou o JAWS (pago) para conversarem.

O resultado seria algo como poder ditar e ouvir ao mesmo tempo o texto escrito, possibilitando assim que correções sejam feitas online e também dar comandos de voz diretamente ao leitor de telas.
Além de poder aumentar bastante a produtividade de quem não enxerga, o projeto pode revolucionar, ao trazer de graça essa integração, a vida de pessoas com deficiências múltiplas.

O projeto deve captar recursos via financiamento coletivo, mas não temos mais informações no momento.

Para mais detalhes, confira a página oficial do projeto Dictation Bridge.

Inovações, quem sabe?

Ouvi uma demonstração do narrator rodando no xBox e, se o leitor tiver o mesmo desempenho no Windows 10 mobile, poderemos ter uma terceira plataforma bem viável do ponto de vista de acessibilidade. A demonstração está no BBQ 52, do BlindBargains e vale muito conferir.

Asas para a concorrência

E a Freedom Scientific, a “toda poderosa”fabricante do JAWS, resolveu oferecer um treinamento para a plataforma mobile da Apple, sua concorrente, para ensinar pessoas a usarem o VoiceOver, seu leitor de telas concorrente.

Por uma bagatela de USD 599 você aprende a mexer no seu iPhone. E aí, você vai nessa? Então boa sorte, porque eu não vou … fico com os tutoriais da BlindTec, que são de graça mesmo.

Despedidas preocupantes

Uma série de jogos acessíveis para iOS estão sendo descontinuados. Essa é aquela velha história: desenvolver custa caro, mas uma vez que você compra algo na plataforma da Apple ganha direito de atualizar seu software indefinidamente. Quando o público para um determinado app é pequeno, o dinheiro para os desenvolvedores para de entrar quando a maior parte das pessoas já comprou o produto. E aí, meu camarada, a coisa complica.
os desenvolvedores retiraram o jogo Solara, um dos mais acessíveis que existia, da appstore.
Outra engine bem conhecida que está saindo de campo é a feita pela Somethin’ Else. Mais informações podem ser conferidas aqui.

Um pouco de esperança

Parece que a galera anda meio inconformada com o fato de que cegos não podem ver fotos.
Por isso, o twitter desenvolveu um recurso que permite aos seus usuários adicionar descrições para as fotos enviadas nessa rede social.

Por outro lado, o Facebook desenvolveu um sistema de reconhecimento de imagem capaz de dar descrições rudimentares mas mesmo assim bem precisas de fotos postadas.
O recurso está disponível para o sistema iOS em inglês, com a região configurada para Estados Unidos. Apesar disso, eu não consegui testar, colocando meu iPhone nessas configurações.

Para ter uma idéia de como isso funciona, assista ao vídeo abaixo, em inglês.

Conclusão

Ufa, chega de notícias por agora. Nos falamos nos próximos episódios.

P.S. Você ainda não acinou o RSS feed da BlindTec? Nem sequer sabe o que seria esse tal de Feed? Então clique aqui ouça o episódio que fizemos sobre o assunto e muito boa produtividade para você!

© Copyright BlindTec 2016 - 2019, todos os direitos reservados.
Para mais detalhes, consulte a página de direitos autorais do portal.
Gostou do post? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda o desafio abaixo * Tempo limite espirado. Por favor recarregue o desafio