A BlindTec recomenda as atualizações para o IOS 10, Mac OS Sierra e TV OS 10

Salve, galera!

Depois de três semanas do lançamento das atualizações dos sistemas da empresa da maçã, voltamos a falar do assunto.

Mantendo a transparência característica do portal BlindTec, preciso dizer que a minha idéia original era fazer um podcast para demonstrar alguns dos recursos mais novos mas, devido à falta de tempo e ao surgimento de outras novidades, resolvi escrever um artigo.

As primeiras coisas primeiro

Pergunta: Eu posso atualizar sem medo?

Resposta: Sim.

Agora mais detalhes para gente menos ansiosa

Valeu a pena ter esperado um pouco para atualizar. De longe e com calma, pudemos colocar em perspectiva as atualizações e tomar uma posição tranquila em relação a elas.

No artigo anterior , falamos que, do ponto de vista de acessibilidade, esta era disparada a melhor onda de atualizações que a Apple disponibilizou em muitos anos.
De fato, acredito que algo assim só aconteceu na atualização do iOS 5 … muito tempo atrás.

Mesmo assim, atualizar ou não é sempre uma questão muito pessoal. Fato é que o número de bugs sérios de acessibilidade é praticamente 0 e que o sistema apresenta bastante estabilidade. Para o meu fluxo de trabalho, que é bem intensivo no sentido de usar muitos recursos do sistema, não detectei nenhum grande sinal de alerta.

Também, ao menos a partir do iPhone 6, não encontrei redução significativa de performance com o novo sistema.

Como aqui na BlindTec já falamos muito do assunto, vou apenas escrever sobre aspectos que eu achei muito interessantes e que talvez alguns de vocês, mesmo tendo atualizado, não estejam a par.

Atenção para atualizar

Galera, eu queria não ser tão transparente, mas a BlindTec nos exige transparência.
Ao contrário de tudo o que eu sempre recomendo e continuo a recomendar no momento de atualizar, a saber, fazer um backup do telefone no iTunes ou iCloud e sempre para uma versão maior atualizar via iTunes, dessa vez eu fiz tudo ao contrário. Posso contar uma rápida história pessoal? Valeu!
Estava cansado, precisava atualizar por causa da pós graduação e o simples fato de ter que ligar o computador e abrir aquela interface deprimente do iTunes ia me fazer procrastinar. Fui dormir pensando nisso e deixei o telefone carregando. Devo ter acordado algum tempo depois e, no caminho para beber (ou desbeber risos) água .. ter topado com a tomada onde o dispositivo estava. Me lembro vagamente de pensar “vou atualizar agora” e de, algo atrapalhado pelo extremo sono, acessar a opção de atualização nos ajustes e iniciar o processo.

O sistema me avisou que, devido ao pouco espaço em disco, alguns apps iriam ser removidos e instalados automaticamente depois. Confirmei que estava de acordo e a próxima coisa que me lembro é de ter voltado a dormir e ouvir bem distante a voz do telefone dizendo que a tela havia sido bloqueada.

Algum tempo depois, a Atena me acorda novamente e fala : “Marlon, eu tirei seu telefone da tomada pois estava carregado e ele me pediu para digitar o código. Eu digitei e, não sei por quê (não foi culpa minha!) ele disse que estava pronto para atualizar o sistema e começou a fazer o processo”.

Naquela hora, muito dormindo, eu me lembrei o que tinha feito e contei a ela. Restava esperar que nada desse errado no processo de atualização. Bem, quase deu, mas graças a Deus tudo terminou bem.

Durante a atualização over the air, o voiceover fica desligado. Isso significa que a cortina de tela não está disponível e, meu amigo, como aquela tela estava acesa. Eu queria continuar dormindo, mas a tela iluminava todo o quarto e me deixava em uma situação complicadíssima. Tive então a excelente idéia (isso tudo meio dormindo) de virar o telefone de tela para baixo e booom, isso funcionou. Sem luz para me incomodar, voltei a dormir. O som do telefone estava, como eu o havia deixado, bem baixo e no outro dia eu iria me preocupar em ver se o processo tinha funcionado ou não.

Voltei a dormir e, bem quando estava iniciando o sono pesado, ouço um telefone raivoso e colérico berrar furiosamente por todos os auto falantes que ele tinha e pelos que ele não tinha que a atualização estava pronta!

Acordei com o coração disparado, sem saber onde estava e com vontade de jogar o telefone para longe. Depois me lembrei que eu mesmo havia sido o causador daquela confusão. Já sem sono, apertei o botão home, abaixei o som para um volume normal e tentei digitar o meu código porque o sistema o estava pedindo para concluir o processo de atualização.

O problema? O teclado numérico não é lido pelo voiceover apenas nessa tela. Eu me lembrei de ter lido isso na AppleVis e, por isso mesmo, ter pensado em esperar a possibilidade de ter algum olho amigo por perto. Evidentemente, eu havia irresponsavelmente me esquecido dessa possibilidade ao iniciar dormindo o processo de atualização do sistema. E agora?
Liguei o feedback sonoro e comecei a varrer da esquerda para a direita e dar duplo toque nas teclas que eu achava que correspondiam ao meu código. E depois de digitar ouvia sempre que meu código estava errado. Então comecei, sem razão alguma, a rodar o rotor para a esquerda. Passei pelo braille via tela e continuei a rodar. O Voiceover então foi descarregado e carregado novamente, possivelmente devido a algum travamento interno do leitor de telas e quando voltou o teclado estava sendo lido!
Se ainda estivesse falhando, eu ia tentar digitar em braille o código e possivelmente iria conseguir. Ou isso ou continuar tentando acertar os números no teclado numérico sem fala mas ainda bem que nem precisei chegar a isso.

Então, se você ainda não atualizou, saiba que talvez você tenha encrenca para digitar esse código. Garanta que a opção braille via tela esteja ativa no seu rotor e treine digitar seu código em braille pois essa pode ser sua única opção para ir adiante com o processo.

Depois disso tudo, digitei minha senha da Apple ID, configurei os serviços de localização e a atualização terminou sem maiores problemas.

Quanto a falta de espaço em disco … ganhei muito mais espaço do que eu tinha antes de atualizar e os apps que foram desinstalados foram automaticamente instalados novamente e colocados nas pastas onde estavam sem que eu precisasse fazer nada quanto a isso.

Que lugar para conversar é melhor do que uma lista de e-mails?

Você é fan de listas de e-mails? Eu já fui mais, mas ainda sou bastante.

Uma mudança para muito melhor no iOS 10 foi feita no cliente de e-mails nativo.

Agora, navegar por mensagens em uma thread (ou em um assunto) ficou muito mais fácil, embora eu tenha me batido bastante até entender o que estava acontecendo.

Antigamente, quando havia mais de um e-mail no mesmo assunto, o assunto era listado na lista de e-mails. Ao dar duplo toque, abria-se uma outra janela listando as mensagens individuais.
Podia-se então entrar na mensagem, ler, sair dela, selecionar outra e fazer todo o processo novamente ou, dentro de uma mensagem, rolar com três dedos para a direita ou para a esquerda para acessar a próxima mensagem ou a mensagem anterior do mesmo assunto.
Ficar voltando para a lista de mensagens e selecionar a próxima era chato e bem improdutivo. Quanto a rolar com três dedos, o problema é que precisávamos achar o início da nova mensagem para varrermos com dois dedos para baixo e ler o conteúdo, isso sem contar a lentidão que existia até a próxima mensagem abrir.
Fora que nem sempre eu conseguia fazer o telefone reconhecer corretamente o gesto de rolagem com três dedos.

Agora não existe mais aquela lista onde todas as mensagens de um mesmo assunto são colocadas. Você, diretamente da lista de e-mails, abre uma conversa inteira em uma janela.

E como fazer para andar de mensagem em mensagem? Simples: o seu rotor tem uma opção chamada mensagens. Se estiver selecionada, varrer para cima te coloca na mensagem anterior e varrer para baixo te coloca na mensagem seguinte. Mas não é só isso: ao puxar o dedo para baixo ou para cima o primeiro parágrafo da mensagem anterior ou seguinte é lido automaticamente, o que pode te fazer nem sequer perder tempo de ler a dita mensagem se ela não te interessar. Te interessou? Depois de ouvir o primeiro parágrafo, varra para a direita uma vez e depois com dois dedos para baixo e tenha uma boa leitura do resto dessa mensagem!
E para ler a próxima? Em qualquer lugar da tela puxe o dedo para baixo, porque as mensagens estão selecionadas no seu rotor e fazer isso te joga na próxima.

Entretanto, cuidado: se você estiver explorando por toque ou varrendo para a esquerda ou direita, ao chegar no fim de uma mensagem você pula para a próxima ou ao chegar no início de uma mensagem você pula para o final da anterior. Antigamente, com cada mensagem na sua janela, era mais simples explorar por toque ou varrer para se achar no meio da coisa toda.
Minha recomendação é sempre usar o rotor de mensagens para não se perder quando você estiver em uma janela com uma conversa sendo exibida.

Além disso, é possível dar um toque com três dedos na tela para se ouvir as primeiras linhas de um e-mail sem precisar abri-lo quando você está na lista de e-mails.

Produtividade na veia deixa a maçã com um gosto muito mais gostoso!

Você fica com raiva porque agora precisa apertar o botão home duas vezes para usar seu telefone? Calma, calma, você não precisa!

Normalmente a Apple, quando impõe uma chatice, não te dá modo de escapar dela.
Mas dessa vez temos uma excessão para a regra: Se você quiser voltar aos bons e velhos tempos de apertar o botão home uma vez para tirar o telefone da tela de descanso e depois apenas encostar o dedo no touch id para desbloquear, vá até ajustes – geral – acessibilidade – botão início (por qualquer razão o nome da opção não aparece se tentarmos buscar pelo campo editável da tela de ajustes) e ligue a opção mantenha o dedo para abrir. E viva a volta do pressionamento único do botão início.

Me dê comida!

O consumo de bateria, ao menos no iPhone 6, aumentou um tantinho.
Ainda estou investigando e procurando razões para isso e tentando ver se há algo que eu possa fazer para voltar aos níveis de consumo anteriores e, se descobrir algo, escrevo ou falo em um podcast futuro. Mesmo assim, ao menos para mim, isso não foi um fator relevante a ponto de fazer com que eu me arrependa de ter atualizado.

Bamboleio!

Uma das coisas que sempre me irritou na atividade de gerenciar aplicativos é movê-los de lugar.

Claro que idealmente você faz isso apenas ao baixar um novo aplicativo, se sua estrutura de organização estiver bem feita.

Mesmo assim, é uma aflição ficar segurando um aplicativo, puxando o dedo até a borda esquerda ou direita da tela e voltando para ver se muda de página e arrastar o dito aplicativo até o lugar exato onde você quer que ele fique. Se quiser colocá-lo dentro de uma pasta, boa sorte e muita paciência, você vai precisar.

Opa, quer dizer você iria precisar, se não tivesse instalado o iOS 10 .. essa foi outra bola dentraaaaaço da Apple ao melhorar muito a usabilidade dessa tarefa.
Agora, há um rotor de ações disponível para os apps que estão na sua tela de início.
Usá-lo é um pouco desafiador, então resolvi mostrar como se faz. Para mover um aplicativo faça deste modo:

  1. Varra até o aplicativo ou encoste o dedo nele, o que você preferir.
  2. se o rotor não estiver já posicionado em ações, posicione-o e, depois disso, varra com um dedo de baixo para cima até ouvir organizar aplicativos.
  3. Faça um duplo toque e você ouvirá “organizando aplicativos”. Agora, varra de baixo para cima até ouvir “movimento e o nome do seu aplicativo”. Se você se desfocou do seu aplicativo, varra até ele ou foque nele novamente antes de varrer de baixo para cima, até ouvir a frase “movimento – nome do aplicativo a ser mudado ” .
  4. Faça um duplo toque e ouvirá “escolha um destino para – nome do aplicativo a ser movimentado” .
  5. Agora, com calma, varra, foque, toque, faça o que quiser para encontrar o local onde você quer mover o aplicativo. Nada de ficar arrastando dedo na tela, nada de ter medo de dar aquela coceira e você levantar só um pouquinho o dedo e largar o aplicativo em local errado (sim, sim já aconteceu) , em fim é só curtir o momento.
  6. O local onde você quer colocar um aplicativo é sempre outro aplicativo. Você não está mais interessado no local exato mas sim em encontrar um aplicativo imediatamente próximo ao local desejado. Por próximo, entenda um que ficará ao lado do local onde você quer colocar o aplicativo que está sendo movimentado.
  7. Ao focar em um aplicativo próximo, se seu rotor não estiver em ações, coloque-o nessa posição. Ao puxar o dedo de baixo para cima você vai ouvir as opções “colocar nome do aplicativo que está sendo movido antes de nome do aplicativo próximo”, “colocar nome do aplicativo que está sendo movido depois de nome do aplicativo próximo”, “criar pasta com nome do aplicativo que está sendo movido e nome do aplicativo próximo” ou “adicionar nome do aplicativo que está sendo movido a pasta nome da pasta próxima”, se o que você focou como destino para movimentar o aplicativo for uma pasta.
  8. se o aplicativo próximo for o último da linha, colocar o seu aplicativo depois dele irá fazer com que ele seja colocado na linha de baixo como primeiro item a esquerda. Da mesma maneira, se o aplicativo próximo for o primeiro da linha, colocar o seu aplicativo antes dele vai fazer com que seja colocado na linha de cima na primeira posição da direita. Ao colocar um novo aplicativo em uma linha, obviamente todos os outros são deslocados uma posição como acontecia antes.
  9. agora apenas faça duplo toque e seu aplicativo foi movimentado. Pressione o botão home para terminar o processo de edição que você iniciou no começo desse procedimento ou continue a movimentar apps e pressione o botão home quando terminar.
  10. estamos ficando genéricos, eu sei. A melhor maneira de treinar é pegando um aplicativo como exemplo e ir seguindo esse tutorial aqui passo a passo até você pegar o procedimento.

Fale comigo

Experimentei usar a Siri para controlar aplicativos. Para mandar whatsapp funcionou, mas eu preciso falar a ela para mandar uma mensagem via whatsapp. Ela me pede para ditar a mensagem, eu falo. Ela me lê a mensagem e pede para eu confirmar. Como está tudo certo, eu confirmo. Ela então envia. Isso significa que o processo é chato e entediante .. nesse tempo todo eu já abri o whatsapp, selecionei com quem eu quero falar, ditei a mensagem e enviei .. algumas vezes risos.
Quanto ao Uber, achei a experiência péssima, mas isso é mais devido ao modo que o aplicativo codificou a extensão do que devido ao modo com que a Siri trabalha.
Pedi um Uber. Ela me perguntou o tipo de carro. Tentei falar x, ecs, uber x, uber ecss e nada … depois de um tempo ela travou na mesma pergunta e nada mais fazia ela sair. Tentei novamente e tive uma idéia. Pensei: vou pedir um úberks pois é assim que o sintetizador de voz iria ler. E bingo, ela reconheceu!
A seguir, me disse que um úberx (exatamente igual ao que eu falei) estava a xx minutos de distância e perguntou se podia chamar. Eu disse que sim e ….. mais nenhum feedback. Nenhuma chance de confirmar o endereço de partida e menos ainda de confirmar o endereço de destino.
Precisei abrir o aplicativo do Uber e verificar .. por sorte o endereço da minha localização conferia com o a realidade, mas isso nem sempre é verdade e se ele tivesse achado um outro endereço eu iria ter problemas .. de qualquer forma as coisas ainda precisam ser melhor pensadas, nós estamos nas primeiras versões.

Eu falo com você

Uma coisa em que a Apple pisou na bola é o aumento da verbosidade na navegação web.
Agora, ao navegar pelo Safari ou por qualquer outro aplicativo que use o componente de web do sistema, você é obrigado a ouvir antes de um elemento se uma landmark ou região começou, terminou e em tabelas você ouve a linha e coluna de cada item. Dependendo da página fica bem improdutivo ou cansativo para dizer o mínimo mas,
novamente, a alteração não fez com que eu me arrependesse de atualizar.

Mas eu falo com voz fanha e tudo errado!

Questão de gosto. Mas a voz da Luciana aprimorada no iOS 10 está uma lástima. Fanha, esquisita e inacreditavelmente cheia de bugs de pronúncia, eu considero uma péssima atualização.

Afortunadamente os malas da Apple (ou da fornecedora) que parecem querer piorar cada vez mais as vozes em português do Brasil a cada release se esqueceram de olhar para a voz Luciana Compacta — será que estragar a voz aprimorada levou tanto tempo assim? — de modo que essa continua tal e qual estava antes, sem novos bugs. Portanto, se estiver dando aflição de ouvir a voz aprimorada da Luciana apenas mande ela para as cucuias e fique com a compacta mesmo, esperando sempre que os malas continuem a se ocupar tanto em estragar a voz aprimorada que se esqueçam de fazer o mesmo com a compacta.

P.S. Se você, leitora, se chamar Luciana, saiba que não estou falando da sua voz .. me refiro às vozes que a Apple distribui apenas risos.

Mas na minha voz mando eu

Ainda falando sobre esse assunto, o IOS 10 vez por outra insiste em instalar e usar a voz da Luciana aprimorada. Isso é um bug e outras pessoas do mundo também estão tendo, segundo o que li. Nesse modo, é impossível mudar para a voz compacta novamente pelas vias normais, então fica aqui o que fazer para se livrar dessa instalação não solicitada.

  1. Abra ajustes – geral – acessibilidade – VoiceOver. Dê duplo toque no botão fala e dentro dele escolha o botão voz Luciana.
  2. Você vai chegar a uma tela onde todas as vozes para português estão listadas. Procure por Luciana e faça um duplo toque.
  3. Você vai encontrar na tela que abrir a Luciana compacta e a Luciana aprimorada. Se estiver com o referido bug, selecionar a Luciana compacta ou a Luciana aprimorada não vai mudar nada, pois a Luciana aprimorada será sempre usada.
  4. Para usar a Compacta, no item Luciana aprimorada há ações do rotor. Varra para baixo até apagar e faça duplo toque. Atenção, apague a Luciana aprimorada!
  5. Ao fazer isso, ao menos por um tempo, você vai voltar a usar a Luciana compacta até que a Apple novamente instale e ative a Luciana aprimorada sem te pedir, quando você vai precisar fazer tudo isso outra vez.

E fora do iOS?

Ainda não tive tempo de atualizar a Apple TV. Quanto ao Mac OS Sierra, a Apple me surpreendeu, pois o sistema está de fato muito rápido.

A Siri também chegou ao Mac OS de forma consistente e, já em sua primeira versão, com suporte ao português do Brasil .. isso me dá esperanças de que a Apple TV já esteja agora também com a Siri mas eu conto para vocês quando atualizar.

A instalação do Mac OS ocorreu como de costume. Depois de fazer o download, um instalador abriu onde foi preciso concordar com os termos de uso do sistema. Depois disso, o sistema reiniciou e pressionando cmd f5 trouxe o VoiceOver na tela de instalação, de onde foi possível acompanhar o progresso da mesma.

O sistema ficou muito mais rápido e o VoiceOver mudou algumas frases e o esquema de som. Podemos acessar a Siri segurando a tecla option (tecla a imediatamente a esquerda da cmd, duas a esquerda da barra de espaço e a barra de espaço juntas até ouvirmos dois bipes, similar ao que ocorre quando seguramos o botão home no iOS.

Depois disso, é só falar e a Siri te responderá.

Em operações mais complexas, nas quais a Siri mostra algum tipo de resultado, a leitura da tela ainda é inconsistente com o VoiceOver, mas acredito que isso será resolvido em próximas atualizações do sistema.

Mas há um ponto de atenção importante para quem ainda não atualizou para o Mac OS Sierra, atualização que a BlindTec recomenda.

Aqueles que usam o Windows em máquinas virtuais e dependem do Seil para mapear a tecla capslock para a insert no VMWare fusion devem saber que o Seil não funciona no Mac OS Sierra e que encontrar uma solução a altura até agora está sendo complicado.

Assim, se o seu uso do Windows é essencial, talvez seja melhor esperar um pouco para atualizar o seu Mac Os .. voltamos a falar sobre o assunto quando tivermos mais novidades.

Por fim, há um recurso muito interessante para aqueles que estão com o iOS 10 e com o Mac OS Sierra, chamado de Universal Clipboard ou área de transferência universal em bom português traduzido.

Nele, você copia qualquer coisa no iOS e ao pressionar cmd v para colar o conteúdo copiado está disponível no Mac OS. Da mesma forma, cmd c para copiar algo no Mac faz com que esse conteúdo esteja disponível ao colar no iOS 10.
Nem todo mundo conseguiu usar isso de primeira, então vou dar umas dicas. Em primeiro lugar, ambos os dispositivos precisam estar logados na mesma conta do iCloud. Falando assim dá a impressão de que qualquer coisa copiada de um dispositivo é sincronizada no iCloud e depois, ao colar no outro dispositivo, o conteúdo é baixado de lá.
Mas há algo estranho aqui e vou te dizer o que seria: para que funcione, ambos os dispositivos precisam estar com o bluetooth ativo. Fico pensando se a transferência não seria feita via bluetooth e a conexão no iCloud funcionaria apenas como um autorizador, para verificar quais dos dispositivos deveriam ser sincronizados.

De qualquer forma, não sei qual será o comportamento se mandarmos um arquivo por exemplo para a área de transferência. Falta verificar também qual o comportamento se os dispositivos estiverem desconectados da rede. Ainda falaremos disso em outros artigos ou podcasts!

Conclusão

Estou, no geral, extremamente satisfeito com as atualizações. Acho que nem consigo recordar de qual foi a última vez que estive assim diante de uma atualização de versão dos sistemas da Apple, mas precisamos criticar quando for válido e comemorar quando fizer sentido.

E vocês, o que acharam das atualizações? Deixem seus comentários no post e vamos conversar sobre o assunto!

© Copyright BlindTec 2016 - 2019, todos os direitos reservados.
Para mais detalhes, consulte a página de direitos autorais do portal.
Gostou do post? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda o desafio abaixo * Tempo limite espirado. Por favor recarregue o desafio