BlindTec Express 04 – FreedomScientific e AISquared se juntam

Salve, galera!

Nesse episódio, Marlon Sousa (Splyt) fala da fusão entre a FreedomScientific e a AISquared, mantenedoras, respectivamente, dos leitores de tela JAWS for Windows e Window Eyes.

a fusão

A notícia surpreendeu bastante. Que o mercado de leitores de tela está passando por transformações nós já alertamos os leitores da BlindTec desde o episódio 11 do podcast, em Novembro de 2015 … mas que fosse chegar a tanto, nós francamente não esperávamos.

O comunicado oficial foi publicado em 14/06/2016 e, consigo, trouxe muita expectativa e preocupação.

O que muda imediatamente?

Em nossa opinião, bem pouca coisa. Fusões como essas levam tempo para mostrar algo de diferente e, por hora, cada uma das empresas tem um produto líder de vendas em dois segmentos, sendo o JAWS para leitura de tela e o ZoomText para ampliação.

Imagino que o desejo seria compatibilizar a ambos, mas isso levará certamente bastante tempo.

Ainda estamos todos digerindo a informação, já que a partir de agora teremos un verdadeiro monopólio onde, efetivamente, apenas um grupo, por sinal chamado VFO Group, terá o controle sobre todo e qualquer desenvolvimento comercial de leitores de tela e de ampliadores para a plataforma da Microsoft.

Quem ganha?

A Freedom Scientific e a GWMicro / AISquared são empresas culturalmente bem diferentes. Enquanto esta sempre focou nos seus clientes e tinha uma maneira mais pessoal de conduzir seus negócios, aquela de muito tempo para cá especializou-se em ganhar dinheiro, mais do que em desenvolver inovação. Esta não é uma crítica, visto que continuo a classificar o JAWS for Windows como o melhor leitor de telas disponível. Entretanto, se é fato que a codebase do JAWS é em larga escala a mais rápida e versátil, também é verdade que a política de pricing, as regras de convívio com a concorrência por parte da sua mantenedora e o número de recursos de inovação / melhorias introduzidos nas últimas muitas versões do leitor deixa bastante a desejar.
Em resumo, eu preferia muito mais a maneira de ser da GWMicro e AISquared do que a da Freedom Scientific, mas acho que esta prevalecerá na fusão.

Quem perde

Todos nós. Apesar de os executivos dizerem que a fusão tornará possível o desenvolvimento mais aprimorado de uma série de produtos, o fato é que em não havendo mais concorrência não há mais inovação e também limites para o grupo resultante da fusão ou da compra para dizer a verdade.

Políticas mais razoáveis de pricing como as da GWMicro, por exemplo, que não cobravam a mais por todo e qualquer recurso do leitor de telas do tipo acesso remoto tendem a ser deixadas de lado em detrimento de um jogo comercialmente mais agressivo, bem ao gosto da Freedom Scientific.

Além disso, acho bem complicado que, dada a relação entre o grupo e as agências americanas principais consumidoras dos produtos, outras empresas tenham interesse em concorrer nesse nicho.

Nos resta apenas desejar que não sejamos muito prejudicados nem em qualidade, nem em falta de inovação e nem em preços mais fora de realidade do que já somos normalmente.

Quero meu advogado!

Um aspecto interessante da coisa toda é que, mais do que a junção das marcas, talvez a questão de patentes esteja muito por trás dessa movimentação. De fato, a indústria de tecnologia assistiva é meio .. agressiva .. nessas questões e não seria improvável que algum uso de patentes mantida pela AISquared estivesse atrapalhando planos da Freedom Scientific que optou por comprá-la para contornar esses problemas.

Window Eyes for Office

De acordo com a entrevista dada por David Wu, executivo da AISquared e agora vice-presidente de software da VFO Group ao FSCast, os planos para o Window Eyes for Office estão mantidos, enquanto a Microsoft der suporte.

Isso, entretanto, não significa muito, já que se o grupo decidir o produto poderá facilmente ficar mantido mas não acompanhar a evolução do restante dos demais desenvolvimentos.

O Window-eyes não foi, até onde eu pude verificar, listado nas promoções que a VFO Group está fazendo nas convenções da NFB e ACB, o que pode significar que o produto está perdendo prioridade na linha de produtos da nova empresa a partir de agora.

Conclusão

E assim acabou, praticamente, a história da GWMicro e boa parte da história da AISquared. Apenas nos resta esperar e ver o que de mais vai acontecer.

E você o que achou dessa história? Deixe seus comentários no post, e vamos discutir as emocionantes notícias atuais!

© Copyright BlindTec 2016 - 2019, todos os direitos reservados.
Para mais detalhes, consulte a página de direitos autorais do portal.
Gostou do post? Compartilhe!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin

2 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda o desafio abaixo * Tempo limite espirado. Por favor recarregue o desafio